Entenda a diferença entre dietas e reeducação alimentar

Toda semana, as revistas e os blogs fitness lançam para o mundo uma nova e revolucionária dieta que promete a perda de vários quilos em poucos dias. Quem já tentou alguma (ou várias) delas, costuma ter sempre um relato muito parecido: privou-se de vários alimentos por um determinado período de tempo, perdeu alguns quilos e, tempos depois, encontrou esses mesmos quilos de novo, em sua barriga, nos culotes, nos braços.

O filme se repete porque, na maioria das vezes, o segredo para o emagrecimento não está em uma dieta, mas em uma total mudança de hábitos. Quer saber mais sobre as diferenças entre dieta e reeducação alimentar? Está no lugar certo, pois o post conta tudo sobre o assunto! Siga conosco e boa leitura!

O que é dieta?

Uma dieta é uma mudança pontual na alimentação, que tem curta duração e precisa de um objetivo concreto. Um exemplo é o que fazem os atletas antes das competições — uns precisam perder peso, outros precisam ganhar massa magra.

Para ambos os objetivos, a equipe que acompanha esse atleta elabora uma dieta específica para aquele período, com um cronograma bem definido, que será seguido por alguns dias ou algumas semanas, até que o objetivo seja alcançado.

Na vida de quem não tem o esporte como profissão, pode ser necessário adotar dietas quando, por exemplo, a pessoa tem alguma necessidade específica. Quando tem um pico de pressão alta e precisa da ajuda da alimentação para baixar esse índice, ou quando está com alguma infecção e precisa se privar do consumo de determinados ingredientes.

Em todos os casos, há alguns fatores que são comuns: o tempo determinado é um deles. Uma dieta nunca é elaborada para ser adotada por toda a vida. O outro é a restrição de um tipo de alimento ou de um grupo alimentar.

O que é reeducação alimentar?

A reeducação alimentar, por outro lado, é um estilo de vida. Trata-se da adoção de hábitos alimentares mais saudáveis — uma atitude que deveria ser seguida por todos, independentemente de profissão, idade ou perfil metabólico.

Nela, o grande segredo está no equilíbrio: é necessário balancear bem todos os grupos alimentares para suprir as necessidades de todos os nutrientes e proporcionar saúde para a pessoa. A reeducação é um plano que pode e deve ser seguido por longo prazo, devendo ser ajustado apenas ao perfil de cada pessoa — uma criança possui necessidades nutricionais diferentes de um idoso.

A reeducação alimentar não prevê a privação de alimentos. Portanto, o indivíduo não sente fome enquanto está seguindo esse programa. E nem há a proibição de nenhum tipo de alimento (a menos que haja questões de saúde envolvidas). Pizzas, bolos e doces são permitidos, desde que eventualmente e em quantidades moderadas.

A adoção desse estilo de vida é a receita mais saudável e eficiente para o controle de peso a longo prazo, bem como de uma maior qualidade de vida.

Qual das duas seguir?

A escolha entre dieta e uma reeducação alimentar vai depender sempre do caso concreto de cada pessoa. Se você está com o colesterol alto, por exemplo, pode ser necessária uma dieta específica para controlar os níveis de gordura no sangue. O mesmo acontece se você tem alguma alergia alimentar.

A dieta é usada para controlar uma situação aguda, que precisa de cuidados urgentes e específicos. Passada essa fase, a pessoa deve sempre seguir com uma reeducação alimentar, para adotar novos hábitos e conseguir manter a saúde em dia por tempo prolongado.

De todas as formas, toda vez que uma mudança de hábitos alimentares estiver envolvida, ela deve ser orientada por um nutricionista ou nutrólogo. Isso é fundamental, pois uma alimentação inadequada pode ter consequências sérias, como anemias e outras doenças que o corpo sinaliza.

Somente com a ajuda de profissionais qualificados você terá a certeza de que está fazendo as escolhas corretas e consumindo os alimentos que vão trazer maiores benefícios.

Ficou com alguma dúvida sobre dieta e reeducação alimentar? Comente no post e compartilhe conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This