(Extensão +500) Afinal, quais são as propriedades e benefícios da Stévia?

IMPORTANTE: solicitamos que o responsável pelas postagens no blog assista à este tutorial (https://is.gd/mTH2XQ). Nele, ensinamos como atualizar o conteúdo no seu blog sem perder a URL e causar conteúdo duplicado. Reforçamos que o texto desta pauta não deve ser postado automaticamente pela plataforma da Rock. Qualquer dúvida, só dizer nos comentários ou pelo chat da plataforma.

Seja para quem está de dieta ou para quem busca uma alimentação mais balanceada, trocar alguns alimentos industrializados por opções mais naturais é indispensável. Nessa nova corrente, as propriedades da Stévia têm chamado cada vez mais a atenção e conquistado uma legião crescente de adeptos ao seu consumo.

Os adoçantes naturais são ótimos substitutos para o açúcar industrializado, pois são bem mais saudáveis e contam, ainda, com uma menor quantidade de calorias. Entre eles, a Stévia é um destaque. Isso porque, além de todos os benefícios já citados, essa planta pode fazer muito bem ao organismo. 

Quer saber quais são os benefícios da Stévia? Continue a leitura e confira agora mesmo!

O que é Stévia?

A Stévia, com nome científico Stevia rebaudiana, é um pequeno arbusto que pertence à família dos crisântemos. Suas folhas têm uma capacidade adoçante enorme, sendo cerca de 300 vezes mais doces que a sacarose — o açúcar comum.

No entanto, o melhor vem agora: ao contrário dos adoçantes sintéticos, a Stévia não oferece riscos à saúde, ou seja, não é tóxica ou mutagênica. Mas ainda assim o seu consumo deve ser correto e moderado, pois o seu uso em excesso pode gerar hipoglicemia e desmaios.

Ademais, as vantagens de consumir Stévia vão muito além da baixíssima quantidade de calorias, o que já é algo muito apreciado por quem está de dieta. Ao consumir essa planta ou seus derivados, o organismo adquire diversos nutrientes, entre eles, os minerais:

  • cálcio;
  • cromo;
  • ferro;
  • magnésio;
  • manganês;
  • fósforo;
  • potássio;
  • zinco.

E vitaminas:

  • ácido ascórbico, a vitamina C;
  • beta-caroteno, um precursor da vitamina A;
  • vitaminas do complexo B.

Qual a origem da Stévia?

Planta nativa da América do Sul, mais especificamente no Brasil e no Paraguai, a Stévia é conhecida e utilizada há muitos anos pelos índios Guaranis, os quais já conheciam as propriedades da Stévia, principalmente as medicinais.

Os princípios dessa planta — os glicosídeos — foram isolados pela primeira vez em 1908, na Alemanha. Atualmente, a Stévia é muito utilizada no Japão, China, Tailândia e Coreia.

Por que a Stévia é um adoçante?

Há duas substâncias que fazem parte do sabor da Stévia, ambos glicosídeos. A primeira é o esteviosídeo, que tem um gosto mais amargo. Já a segunda, que se chama rebaudiosídeo, apresenta uma característica mais doce. 

Em sua forma natural, os benefícios da Stévia são inúmeros. Por isso, o jeito mais seguro para consumi-la é com as folhas desidratadas e moídas em pó, pois, assim, a planta sofre menos processos industriais e continua oferecendo o gosto desejado.

Há também o que chamamos de extrato de Stévia, em que se usa somente a parte mais doce e menos amarga da planta. Para isso, processos de extração são realizados na planta, eliminando o esteviosídeo.

Assim, forma-se um adoçante potente e muito mais doce que o açúcar, no entanto, como desvantagem, ocorre a exclusão de alguns de seus nutrientes e propriedades benéficas à saúde.

Quais são as indicações da Stévia?

Diferentemente do açúcar, a Stévia é um poderoso adoçante natural. Sendo assim, é a melhor opção para quem está em busca de uma dieta saudável e para quem é diabético. Conheça, a seguir, quais são os principais benefícios da Stévia.

1. É um adoçante natural

Como já citamos, as folhas da Stévia são extremamente mais doces do que o açúcar, ou seja, com uma pequena quantidade desse produto é possível adoçar diversas receitas.

2. Auxilia no controle da diabetes

Como a Stévia não provoca a metabolização da glicose no organismo, ela auxilia no controle da diabetes. Assim, ela reduz as chances de complicações geradas por essa doença, como danos aos vasos sanguíneos, problemas renais e até a cegueira.

3. Ajuda na perda de peso

O glicosídeo contido na Stévia não gera calorias e, por isso, o uso desse adoçante natural contribui para a perda de peso saudável — desde que o consumo seja moderado.

4. Inibe a formação de cáries

O consumo excessivo de açúcar é prejudicial para o organismo e também para os dentes. Isso acontece porque o acúmulo dessa substância atrai bactérias que degradam o esmalte dentário, o que é um fato muito conhecido pela maioria das pessoas.

Ao contrário da sacarose, no entanto, a Stévia ajuda a prevenir esses problemas que podem fazer um verdadeiro estraga na boca. Além disso, a planta também auxilia na redução do tártaro, placas e sangramentos gengivais que prejudicam a saúde oral.

5. Regula o apetite

Os adoçantes sintéticos não ajudam a suprir a vontade de comer doce. Já a Stévia, além de ser natural, tem como destaque a capacidade de suprimir o desejo por doces.

Isso diminui a compulsão por esse tipo de alimento e, consequentemente, reduz a quantidade de calorias consumidas por refeição. Assim, o apetite é regulado de forma equilibrada e saudável.

Quais são os outros usos da Stévia?

Além da sua função de adoçante culinário, a Stévia pode ser consumida na forma de um chá bastante adocicado e agradável para a maioria dos paladares.

No entanto, não é só o bom sabor que torna essa bebida especial: ela apresenta também algumas propriedades medicinais. Entre as diversas ações do chá estão:

  • efeito diurético;
  • calmante;
  • digestivo;
  • redutor de toxinas do organismo.

Além disso, ele é muito recomendado para pessoas que sofrem de diabetes, hipertensão e obesidade.

Para usufruir desses benefícios, basta ferver uma xícara de água e despejar sobre uma colher de chá de folhas secas de Stévia, mantendo o recipiente abafado. Passados 10 minutos, é só coar e beber. O recomendado é consumir 2 xícaras diariamente.

Além disso, o chá de Stévia também pode ser utilizado em máscaras faciais, pois faz muito bem à pele. Entre os efeitos produzidos está a redução de linhas de expressão e até rugas profundas.

Isso acontece porque os esteviosídeos detêm os radicais livres que afetam a elasticidade e firmeza da pele, preservando o colágeno. A aplicação de chá frio sobre a face (ou de máscaras produzidas com argila e infusão) por 10 minutos, todos os dias, já é o suficiente para notar melhorias definitivas na pele.

As propriedades da Stévia podem fazer a diferença para a sua saúde de maneira muito positiva. Por esse motivo, produtos feitos a partir dessa planta — ou o seu uso in natura — têm se tornado tão popular, especialmente entre as pessoas em dietas ou que procuram manter uma alimentação balanceada e saudável.

Já pensou em trabalhar com esse produto? Nossa empresa fornece Stévia para que você conquiste ainda mais clientes e aumente os seus lucros. Entre em contato conosco e amplie o seu catálogo agora mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This